Postagens Etiquetadas ‘Salvem o Cine Excelsior’

Cine Excelsior: local de resistência nos tempos da Ditadura Militar

Há muitas histórias envolvendo o Cine Excelsior, muitas delas ainda não foram contadas. Entre as mais interessantes, envolvem os anos da ditadura.

Houve um tempo em que reunir-se pública ou reservadamente era considerado ato de insubordinação à pátria, ato revolucionário contra a ordem pública e afins. Mas, neste mesmo período recente da história brasileira, existiram lugares que transgrediram tais impedimentos da ordem política e serviram de local de encontro, de trocas de idéias e, principalmente, serviram de espécie de “janela de escape” para o que era proibido, censurado ou reprimido pela ditadura militar.

Nos anos de ditadura, Juiz de Fora representou papel importante neste cenário político, pois acabou exercendo o papel de “cidade-marco”, de onde o golpe de 1964 foi deflagrado e de onde as tropas dos generais golpistas partiram para tomar as cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Belo Horizonte e da capital Brasília. Apesar da veracidade dos fatos, tudo aconteceu no dia da mentira, dia 01 de abril de 1964.

Mesmo neste período “pesado”, a peso de “chumbo”, de intensa agitação militarista, a cidade de Juiz de Fora também teve seus locais de resistência contra o regime: a Galeria Celina, a Igreja do Estela Matutina, 0 Colégio Magister e tantos outros.

O fato é que pensamentos divergentes e libertários tiveram nos espaços de cultura o seu porto-seguro para reflexão sobre os acontecimentos que afetavam o povo e consequentemente todo o país.

Neste contexto, poucos sabem, o Cine Excelsior foi um destes locais de resistência, em que o impedimento do Estado Ditatorial não conseguiu abalar os desejos dos cinéfilos da época, sendo palco, muitas vezes, de sessões especiais (muitas de caráter clandestino) para exibir filmes proibidos, “revolucionários” ou “procritos”, pela censura militar daquela época.

Uma destas sessões foi, em particular, muito emblemática e histórica. Em pleno ano de 1968, pela primeira vez numa sala de cinema da cidade, numa sessão clandestina à meia-noite (após a última sessão comercial diária), sem alarde, só para convidados, foi exibido em sua grande tela o filme “O Encouraçado Potemkin” (Bronenosets Potyomkin, 1925) do cineasta soviético Sergei Eisenstein.

Tal filme nunca havia sido exibido na grande tela e, mesmo antes do golpe de 64, sempre foi restrito a cópias em 16mm (de cineclubes e de pequenos recintos, muitos deles acadêmicos ou particulares fechados). Nesta sessão histórica, estavam presentes mais de 1.000 pessoas, pois a sessão ficou lotada. Dentre elas, o saudoso jornalista Décio Lopes, o professor Murilo Hingel e tantos outros notórios da vida cultural e política da cidade.

Infelizmente, vários protagonistas desta história já não encontram-se entre nós… e as testemunhas daquele período, que viveram naquela época, muitos até presentes àquela sessão clandestina do filme soviético, parecem preferir esquecer aquele lugar, esquecendo o enorme valor histórico-artístico do Cine Excelsior para nossa identidade cultural.

Com tanta história ainda por ser descoberta, nosso Movimento luta para preservar o Cine Excelsior ainda vivo no meio cultural de nossa cidade e região.

Depoimento de Gilson Salomão para o Movimento SALVEM O CINE EXCELSIOR

Veja aqui o depoimento exclusivo que o Jornalista Gilson Salomão concedeu para o Movimento SALVEM O CINE EXCELSIOR.

Gilson Salomão Pessôa é jornalista formado na Faculdade de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde também cursou a especialização em Globalização, Mídia e Cidadania. Cinéfilo desde criança, cresceu assitindo a vários filmes no Cine Excelsior e desta forma guarda com o mesmo uma imensa afeição. Antes de cada filme começar, nunca se cansava de ficar maravilhado com a belíssima estrutura interior do recinto.

Para ver outros depoimentos ou saber maiores informações sobre o Movimento em prol do Cine Excelsior, acesse os seguintes links:

Blog Oficial do Movimento:
http://www.cinemaexcelsior.com.br

Página Oficial do Movimento no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Cine-Excelsior/270119763038780

Twitter Oficial do Movimento:
http://twitter.com/salvem_cineexcel

Abaixo-assinado para salvar o Cine Excelsior de Juiz de Fora

Estou divulgando o abaixo-assinado na versão online para que qualquer interessado pelo Movimento para salvar o Cine Excelsior de Juiz de Fora possa participar e votar:

«Salvem o Cine Excelsior – O Maior Símbolo do Cinema de Juiz de Fora». Divulgo porque concordo com este abaixo-assinado e acho que todos também concordarão. Para participar e Assinar este abaixo-assinado é só clicar aqui: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N17355 e divulga-o por teus contatos.

Vamos divulgar e compartilhar com o maior número de pessoas possíveis! Obrigado!

* * *

Nós, produtores culturais, cineastas, brasileiros, cidadãos de Juiz de Fora (MG), abaixo-assinados, PROTESTAMOS contra O FATO do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (COMPPAC), ter votado pelo indeferimento do TOMBAMENTO do imóvel do CINEMA EXCELSIOR como PATRIMÔNIO CULTURAL do município, já que o PEDIDO encontrava-se em processo próprio sobre o assunto, cuja abertura foi proposta pelo Vereador Flávio Cheker.

Tal ato, ocasionou o consequente desmonte do cinema pelo atuais proprietários, que promove, a cada dia que passa, a destruição da sala… causando nossa indignação pela tamanha insensibilidade do poder público que, a que tudo indica, não teve a devida atenção ao passado e ao valor simbólico do lugar ao audiovisual local.

Os cidadãos abaixo-assinados vêm através deste documento, solicitar a REVISÃO do pedido de tombamento do CINEMA EXCELSIOR (localizado na Av. Barão do Rio Branco, 1909 – Centro), em função de sua importância para a história, a cultura e a memória da cidade – sobretudo a audiovisual.

Alia-se a estes argumentos o fato do Excelsior ser o maior cinema do interior de Minas e um dos últimos “cinemas de rua” de Juiz de Fora (ao lado do Cine Palace). Vale destacar que trata-se de um exemplar raro de uma tradição do cinema e da vida cultural, que se encontra em extinção por todo o país sendo um registro vivo de um momento histórico do cinema. Além disso, trata-se um espaço de localização privilegiada para destinação cultural, sendo este um anseio de um número significativo de pessoas interessados no desenvolvimento do cinema, da arte e da cultura em Juiz de Fora.

Por uma Política Cultural dotada de verdade e justiça, pedimos a imediata paralisação (embargo) das obras de desmonte do imóvel do CINE EXCELSIOR e a abertura ao diálogo com a sociedade sobre o resgate e preservação do espaço, voltada integralmente aos verdadeiros interesses dos cidadãos juizforanos.

Amparados sobretudo pela importância histórica do imóvel, somadas às diretrizes estratégicas estabelecidas pelo AUDIOVISUAL LOCAL, na última CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA e no PLANO MUNICIPAL DE CULTURA, SOLICITAMOS a UTILIDADE PÚBLICA do IMÓVEL e o imediato estudo de RESGATE DO IMÓVEL para o poder público, via financiamento por mecanismos vigentes do MINC/SAV/ANCINE/BNDES e do Governo do Estado de MG.

Movimento entrega do novo pedido de Tombamento para salvar Cine Excelsior

Nesta última sexta-feira, dia 02 de março de 2012, o Movimento Salvem o Cine Excelsior (representado pelos cineastas Alessandro Driê e Franco Groia) entrega do novo pedido de Tombamento do Cine Excelsior.

Os cineastas desenvolveram um extenso dossiê, que contém fotos, depoimentos, reportagens e um minucioso levantamento histórico-artístico do cinema, que é um marco da cidade de Juiz de Fora. A causa pela preservação do espaço é antiga e só agora acena para um “final feliz”, pois inclusive tem apoio de diversas lideranças da sociedade (incluindo o Presidente da Câmara Municipal e diversos vereadores).

Inaugurado em fevereiro de 1958, o Cine Excelsior está fechado à aproximadamente 17 anos e, nos últimos meses, corre sério risco de ser destruído para dar lugar a um estacionamento!

Por entender que o cinema é de interesse cultural para a cidade, um Movimento popular foi criado para salvar o espaço da destruição e descaracterização. No final de 2011, com o início de obras neste sentido, o Movimento denunciou a irregularidades das mesmas ganhou força através das redes sociais – conseguindo recolher inclusive mais de 1450 assinaturas em apoio à causa via web e ainda mais de 2000 em abaixo-assinado escrito.

Agora, com o novo pedido pelo Tombamento protocolado, o Conselho Municipal do Patrimônio (COMPPAC) terá que reabrir novo processo de tombamento para avaliar o interesse cultural do imóvel. O Movimento Salvem o Cine Excelsior acredita que desta vez não há como o COMPPAC não conferir o tombamento uma vez que o imóvel está em vias de ser desaparecer.

Veja as fotos do ato do protocolo, realizado no prédio da Funalfa:

Movimento de preservação do CINE EXCELSIOR ganha apoio de Vereadores

O Movimento SALVEM O CINE EXCELSIOR, que luta pela Movimento de preservação do Cine Excelsior de Juiz de Fora, ganha força política com apoios de Vereadores e divulga depoimentos exclusivos em seu canal no Youtube.

A divulgação de depoimentos de apoio à causa, com a adesão agora pública de Vereadores de vários partidos no município de Juiz de Fora vem provar que a luta pela preservação do espaço para a cultura está ganhando cada dia mais força.

O Movimento disponibilizou, inicialmente, cinco depoimentos: do Vereador Flávio Cheker, do Vereador Betão, do Vereador José Sóter Figueirôa, do Vereador Francisco Canalli e do Vereador Carlos Bonifácio (atual Presidente da Câmara Municipal).

Os líderes do Movimento acreditam que um “final feliz” para o impasse do Cine Excelsior é possível desde que haja agora vontade política dos agentes políticos do município.

Como o Movimento SALVEM O CINE EXCELSIOR vem trabalhando com foco na transparência dos meios digital da web e suas redes sociais, a intenção é de que, nos próximos dias, novos videos de mais Vereadores serão disponibilizados.

Movimento “Salvem o Cine Excelsior” promove ato público

Em comemoração aos 54 anos de inauguração do Cine Excelsior de Juiz de Fora, o Movimento “Salvem o Cine Excelsior” promove ato público e é capa do Jornal Diário Regional.

A matéria completa sobre o ato foi publicada no dia 09 de fevereiro de 2012 pelo Jornal Diário Regional.

Depoimento de Marcos Marinho – SALVEM O CINE EXCELSIOR

Marcos Marinho é ator, diretor e produtor teatral, sempre trabalhou com produção cultural, coordenando e dirigindo grupos teatrais. Nos últimos dez anos, dirige o Espaço Mezcla de Cultura Latino-Americana na cidade de Juiz de Fora/MG.

Para ver outros depoimentos ou saber maiores informações sobre o Movimento em prol do Cine Excelsior, acesse os seguintes links:

Blog Oficial do Movimento:
http://www.cinemaexcelsior.com.br

Página Oficial do Movimento no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Cine-Excelsior/270119763038780

Twitter Oficial do Movimento:
http://twitter.com/salvem_cineexcel

Obras no Excelsior quase Suspensas

A campanha “Salvem o Cine Excelsior” continua em busca de soluções para o resgate do perfil cultural do imóvel. Segundo o cineasta Franco Groia, que capitaneia o movimento ao lado do arquiteto Alessandro Driê e do Coletivo Sem Paredes, o site oficial da iniciativa (www.cinemaexcelsior.com.br) já reúne mais de 1.300 acessos únicos. Groia informa ainda que condomínio do prédio onde fica o cinema entrou com ação na Justiça contra o proprietário do espaço, mas aguarda o término do recesso dos órgãos competentes.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Atividades Urbanas (SAU), as obras no Excelsior estão parcialmente suspensas. A fim de que o Habite-se seja futuramente liberado pela Prefeitura, foi solicitada uma série de providências, como projetos e laudos técnicos. A assessoria explica que tais documentações exigidas referem-se, principalmente, aos cuidados necessários por conta da intensa circulação de carros próxima ao prédio, localizado na Avenida Rio Branco. Por ser tratar de um projeto para estacionamento, também são essenciais estudos que comprovem a capacidade do piso de suportar um grande número de veículos. Outras ações, como intervenções em banheiros, continuam liberadas.

Segundo Franco Groia, essa suspensão parcial significa uma abertura para o diálogo com o poder público sobre a destinação do Excelsior.

(Fonte: Matéria publicada no Jornal Tribuna de Minas, de 30 de dezembro de 2011).

Depoimento de João Baptista Pimentel Neto – SALVEM O CINE EXCELSIOR

Depoimento de João Baptista Pimentel Neto, Presidente do CBC (Congresso Brasileiro de Cinema), acerca do Cine Excelsior (importante cinema de Juiz de Fora/MG).

Para ver outros depoimentos ou saber maiores informações sobre o Movimento em prol do Cine Excelsior, acesse os seguintes links:

Blog Oficial do Movimento:
http://www.cinemaexcelsior.com.br

Página Oficial do Movimento no Facebook:
http://www.facebook.com/pages/Cine-Excelsior/270119763038780

Twitter Oficial do Movimento:
http://twitter.com/salvem_cineexcel

Vídeo exclusivo do desmonte do Cine Excelsior

Nosso Movimento disponibiliza logo abaixo um vídeo exclusivo, infelizmente com baixa qualidade, o flagrante do momento inicial do desmonte das cadeiras no interior do Cine Excelsior. A gravação foi realizada por um anônimo, apoiador do Movimento Salvem o Cine Excelsior, em data desconhecida (aprox. na primeira quinzena de novembro de 2011).

É lastimável constatar a falta de sensibilidade de um empresário que depreda um diamante destes… o vídeo mostra (ao som do fundo), mesmo na clandestinidade, como os operários estão com pressa em começar o serviço. Lembramos que a COMPPAC sequer admitiu o requerimento de reabertura do tombamento, blindando o imóvel de qualquer freio na destruição… a quem interessa esta blindagem? Só ao atual dono do imóvel.

Nosso Movimento luta para reverter esta situação! Vamos fazer uma onde de indignação contra o fim do Cine Excelsior!!

Tudo que já foi destruído pode ser refeito, basta querer! O Cine-Theatro Central e Cine Palace são provas disto!!

Para cima

Bem-vindo!!

Este é o site oficial de Franco Groia. Mineiro de Juiz de Fora, Groia é cineasta e professor da Universidade Salgado de Oliveira. Bacharel em Comunicação Social pela UFJF, especializou-se em Globalização, Mídia e Cidadania (UFJF) e trabalha com projetos audiovisuais e publiciade, atuando nas áreas de formação, criação, produção e direção. Além de diretor e produtor de cinema e tv, desenvolve novas aplicações da imagem em movimento com as artes visuais.